fbpx

8 Dicas para tirar de letra sua vida financeira

A cada dia, mais pessoas têm se interessado por finanças. Talvez a atual situação econômica do país tenha motivado um cuidado extra nessa área. No entanto, ainda percebo certa angústia por parte de muita gente quando o assunto é dinheiro. Isso não ocorre por acaso, pois o grande vilão do descontrole financeiro tem duas causas principais: a falta de conhecimento sobre o assunto e a ideia de que entender sobre finanças é difícil. Ao permitir que esses mitos tomem conta de seus pensamentos, você deixa de refletir. E, na verdade, é preciso pouco para começar a se planejar financeiramente. Basta investir algum tempo em leitura, ter consciência e, principalmente, muita vontade de mudar.

Para ajudar você nessa primeira etapa, deixarei oito dicas simples para dar os primeiros passos rumo ao seu controle financeiro.

1- Saiba qual o significado do dinheiro para você.

2- Controle seu orçamento pessoal – isso inclui anotar todos os gastos.

3- Tente ao máximo deixar suas contas em dia – cuidado com os juros.

4- Defina metas para seu dinheiro.

5- Escolha uma ferramenta para o seu controle financeiro – pode ser planilha, aplicativo ou o que achar mais fácil. O que vale é fazer!

6- Renegocie suas dívidas – trate-as como prioridade financeira e resolva a situação.

7- Programe seus gastos eventuais – por exemplo, que tal poupar desde já para o IPVA?

8- Fuja do crédito fácil. Mais um cartão de crédito? Não, obrigado (a)!

Ao seguir essas dicas, você estará cuidando não somente do seu dinheiro, mas de você mesmo. Quando seus problemas financeiros se resolvem, sobra mais tempo e disposição para cuidar do que realmente interessa – Curtir a vida!

Postado 14 de Março de 2019
Por Gisele Meter

Posts Relacionados

As donas do dinheiro

Finanças|

Segundo a Bovespa, a participação feminina cresceu 42% nos últimos 11 anos, porém muitas mulheres ainda têm crenças limitantes como “ganho pouco”, “gasto demais” e “não sei investir”.

Quem paga a conta?

Finanças|

Uma pesquisa realizada com 17 mil participantes da Universidade Chapman e do Wellesley College, nos Estados Unidos, investigou a opinião de homens e mulheres sobre quem deve se encarregar das despesas dos primeiros encontros do casal.

2019-03-01T14:01:25-03:00