fbpx

Um dom que vem de berço

Nessa nova editoria da Woods Magazine vamos começar falando de Negrasmentes, mais especificamente de um artista que vem se destacando no cenário paranaense, Marcos Neguers. Marcos, mais conhecido como Neguers, é um cantor e compositor que transitou em diversos ambientes da música. De radialista a vocalista de banda cover dos Ramones nos anos 2000, já agitou muitas noites, e atualmente faz shows com um repertório totalmente autoral.

Aos quatro anos participou, pela primeira vez, de um festival no interior do Paraná. O resultado foi o primeiro lugar. Este acontecimento despertou o interesse pelo palco e o motivou para uma trajetória de quase 10 anos de festivais pelo interior do estado do Paraná, atuando como crooner de bandas baile. Alguns anos depois montou sua primeira banda de punk rock, a “1,99”, que durou apenas um show, erradamente agendado num evento religioso. Nos anos 90, com o “novo” rock nacional e a explosão do grunge, fundou junto com os amigos a “Visão Alternativa”, banda essa que durou 05 anos. A banda chegou ao fim quando Marcos precisou se mudar para Curitiba. Na capital paranaense trabalhou na área técnica com bandas de grande expressão dos anos 2000.

Ele relembra com clareza como era coletiva a paixão pelos vinis em sua família, e os momentos em que conheceu Wilson Simonal, Michael Jackson, Tim Maia. Membro de uma família numerosa, recebeu da avó, além de muito afeto, uma dose intensa sobre a realidade de ser negro, “Minha avó dizia: Menino, nós negros temos que ser 10 vezes mais para conseguir alguma coisa, porque estamos 1000 anos atrás. “

 “Minha avó dizia: Menino, nós negros temos que ser 10 vezes mais para conseguir alguma coisa, porque estamos 1000 anos atrás. “, Marcos Neguers

Depois conhecemos os Himbas, povo seminômade liderado pelas mulheres de vermelho. Elas se cobrem com um misto de gordura animal e ocre, para protegerem a pele do sol e do vento. Os cabelos trançados também são cobertos pela mistura vermelha, e é por isso que elas são facilmente reconhecidas.

Por fim, passamos dois dias com a tribo San ou Bushman. Eles carregam consigo o DNA mitocondrial de 150 mil anos e são considerados nossos ancestrais vivos.

Trouxe comigo algumas pulseiras da tribo das Himbas, uma boneca feita pelas mulheres Hereros e um elefante de tecido comprado em uma escola linda em Sossusvlei.

EP ÁSPERA

Áspera é o desdobramento criativo que marca o efetivo inicio da carreira solo do Marcos Neguers. Reúne quatro composições que norteiam as referências e influências colhidas ao longo de mais de 20 anos de relação estreita com a música e as artes.  O projeto fala sobretudo da paixão pelo cantar e pela canção, o flerte com o soul é evidente, no entanto outros elementos da música brasileira são coadjuvantes de peso na mistura que o ep apresenta.

Postado 16 de Novembro de 2018
Por Redação

Posts Relacionados

5 motivos para apoiar o Playing For Change

Culturama|

A Woods gosta de divulgar e apoiar bons projetos que buscam melhorar a vida das pessoas através da arte e do desenvolvimento social. Por este motivo, abre este espaço especial na Wood’s Magazine para falar sobre o Playing For Change.

Um dom que vem de berço

Culturama|

Marcos, mais conhecido como Neguers, é um cantor e compositor que transitou em diversos ambientes da música. De radialista a vocalista de banda cover dos Ramones nos anos 2000, já agitou muitas noites, e atualmente faz shows com um repertório totalmente autoral.

2019-02-01T10:31:00+00:00